domingo, maio 26, 2024
Início.NotíciaNovas recomendações sobre entrega automatizada de insulina

Novas recomendações sobre entrega automatizada de insulina

Vários especialistas internacionais publicaram um artigo com recomendações para o uso de tecnologias de entrega automatizada de insulina (AID), chegando a um consenso sobre quem deve usar AID, como começar, como se exercitar com AID e muito mais.

Recentemente, vários especialistas internacionais publicaram um artigo com recomendações para o uso de tecnologias automatizadas de administração de insulina (AID) na prática clínica. Para aqueles que não estão familiarizados com AID, esses sistemas incluem uma bomba de insulina, monitor contínuo de glicose (CGM) e um algoritmo sofisticado que ajusta continuamente a insulina em resposta aos níveis de glicose medidos pelo CGM.

Exemplos de sistemas AID nos EUA incluem Omnipod 5, Tandem Control IQ e Medtronic 770G.

Este artigo se destaca de outros em sua abordagem prática e recomendações muito específicas. Especialistas se concentraram em educação, treinamento e apoio para pessoas com diabetes (PWD) para ter mais sucesso com um sistema de AID.

Por que não temos um pâncreas artificial?

Atualmente, não existe um sistema de circuito totalmente fechado, também conhecido como “pâncreas artificial”. Um verdadeiro pâncreas artificial seria capaz de se adaptar ao corpo sem intervenção. Com os sistemas atuais, os usuários precisam inserir manualmente a ingestão de carboidratos e ajustar a insulina na hora das refeições para contabilizar um atraso na entrega de insulina (os CGMs detectam a quantidade de glicose no fluido sob a pele – leva cerca de 4 a 10 minutos para a glicose no sangue entrar neste fluido, o que pode atrasar a administração de insulina). Os níveis de insulina geralmente atingem o pico 45-60 minutos após a injeção.

No entanto, sistemas de circuito totalmente fechado estão em desenvolvimento. Esses sistemas reduzem a carga para pessoas com diabetes, eliminando a necessidade de contar carboidratos ou anunciar exercícios, por exemplo. Muitos desses sistemas de ciclo totalmente fechado vêm à custa da diminuição do tempo de intervalo, no entanto, dados recentemente publicados mostraram que um sistema, o iLet Bionic Pancreas, melhorou o tempo de intervalo para pessoas com diabetes tipo 1 em transição de outras formas de entrega de insulina.

Benefícios da AID

Este artigo avalia os sistemas de AID disponíveis em todo o mundo, incluindo os ensaios clínicos que demonstram como esses sistemas melhoram o tempo na faixa de 70-180mg/dL, reduzem A1C, glicose média e tempo acima da faixa (>180mg/dL). Benefícios consistentes são observados em todas as faixas etárias.

As maiores melhorias são observadas naqueles com maior A1C ou menor tempo de alcance. Estudos também mostram melhora na qualidade de vida, redução da carga de diabetes, redução do medo de hipoglicemia e sono mais repousante para a pessoa com diabetes e sua família.

Diferenças entre os sistemas

Este documento tem uma tabela útil que descreve como os sistemas funcionam e as diferenças em como os sistemas se adaptam. Todos os sistemas têm configurações que podem ser ajustadas. No entanto, entender quais configurações ajustar é uma fonte de confusão, mesmo entre os profissionais de saúde.

A tabela descreve exatamente quais configurações podem ser ajustadas para fazer a diferença no modo automatizado. Por exemplo, alguns sistemas funcionam com as taxas basais predefinidas (ex. Control IQ), enquanto outros usam essas taxas apenas no modo manual (ex. Medtronic 770G, Omnipod 5). A alteração das taxas basais afetaria o algoritmo Control IQ, mas não os outros.

Quem deve usar o AID?

O artigo recomenda sistemas de AID para uma variedade de pessoas com diabetes. A evidência mais forte é para pessoas com DM1, mas o painel de especialistas também recomenda considerar a AID para pessoas com DM2 ou qualquer pessoa tratada com terapia intensiva com insulina (por exemplo, usando insulina nas refeições).

Os especialistas recomendam que os profissionais de saúde também avaliem a capacidade de uma pessoa de dosar insulina na hora das refeições, a vontade de participar de treinamento formal sobre o uso dos sistemas e a situação financeira/de seguro.

Educação e treinamento

Todas as pessoas com diabetes devem ter acesso à educação e apoio para autogestão da diabetes (DSMES). Eles devem ter as habilidades básicas de autogestão antes de iniciar a AID.

Por exemplo, é importante saber como verificar glicose e cetonas e entender o que os dados significam. Também é importante estar familiarizado com outros tópicos, como alimentação saudável, atividade física, reconhecimento e tratamento de hipoglicemia, contagem de carboidratos e tempo de ação da insulina (o tempo que leva para a insulina diminuir a glicose após a dosagem).

O documento oferece recomendações importantes para treinamento e educação ao iniciar a AID. Também inclui uma lista de verificação pré-AID.

A seguir, alguns dos pontos-chave:

  • Use consistentemente o CGM e responda ao alerta do sistema para permanecer no modo automatizado o máximo possível
  • Aprenda o básico da bomba de insulina: configuração de alterações e rotações, conexão e desconexão, gerenciamento de falhas do conjunto de infusão
  • Confie no sistema e tenha expectativas realistas – pode levar várias semanas para ter um desempenho ideal
  • Verificar glicemia e cetonas quando indicado
  • Defina alertas que são acionáveis, mas não um incômodo
  • Tente evitar enganar o sistema, o que leva à diminuição do desempenho do sistema (por exemplo, carboidratos fictícios, substituindo as calculadoras de bolus, levando insulina para fora do sistema)
  • Suspenda a insulina se desconectado por mais de 15-30 minutos

Sucesso a longo prazo com AID

Existe um risco aumentado de descontinuação da AID nos primeiros 3-6 meses. Portanto, um acompanhamento próximo é importante, idealmente dentro de 2-4 semanas após o início. Isso pode ocorrer por telefone, videoconferência ou pessoalmente.

O artigo também oferece muitas sugestões práticas para bolus, que idealmente devem ocorrer 10 a 20 minutos antes de comer. Quando o bolus pré-refeição é atrasado em 30 a 60 minutos após a refeição, eles recomendam metade do bolus usual. A glicose pós-refeição deve aumentar em pelo menos 60mg/dL em comparação com a pré-refeição. Em situações em que aumenta mais, avalie o tempo de bolus pré-refeição ou a proporção de carboidratos para ajuste.

Exercício

A atividade física é importante para a saúde, mas pode aumentar o risco de hipoglicemia. Mesmo que o sistema possa diminuir e suspender a insulina, a hipoglicemia ainda ocorre. Este artigo inclui um gráfico sobre como gerenciar os sistemas de AID durante o exercício para reduzir a hipoglicemia. Algumas das recomendações incluem:

  • Defina uma meta mais alta 1 a 2 horas antes da atividade.
  • Considere reduzir o bolus pré-refeição em 25 a 75% se exercitar dentro de 3 horas após a refeição.
  • Se desconectar a bomba durante o exercício, certifique-se de suspendê-la.
  • Cuidado com a ingestão excessiva de carboidratos descobertos antes do exercício, pois a bomba pode aumentar muito a insulina antes do exercício.
  • Se a glicose for <130mg/dL, coma 15 gramas de carboidratos descobertos 10 minutos antes da atividade.

Direções futuras

Todos os sistemas de AID atuais administram apenas insulina. No entanto, sistemas que incorporam glucagon e outros hormônios produzidos pelo pâncreas estão em desenvolvimento. O glucagon, um hormônio que tem o efeito oposto da insulina e aumenta a glicose no sangue, ofereceria proteção adicional contra a hipoglicemia.

Outras direções futuras podem incluir insulinas de ação mais rápida ou o emparelhamento de insulina inalada com sistemas AID. Os autores defendem que mais esforços precisam ser feitos para garantir acessibilidade, reembolso e acesso a esses sistemas para reduzir as disparidades de saúde.

Incentivamos você a discutir essas recomendações de consenso com sua equipe de saúde.

Para obter mais informações sobre a administração automatizada de insulina, consulte:

 

Por Diana Isaacs

 

https://diatribe.org/

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

MAIS POPULARES